quarta-feira, 12 de abril de 2017

Resultado Seletiva Bolsistas para Trabalhar no Observatório (edital 01/2017)

PROCESSO PÚBLICO DE SELEÇÃO DE 
BOLSISTAS DE EXTENSÃO
Conforme estabelecido no edital para seleção de bolsista 01/2017 para seleção de bolsista para atuarem no Observatório do Desenvolvimento Regional da FURB, publicamos o resultado do recrutamento para o PROJETO 168/2017 - Integração ODS Brasil.



Bolsistas aprovados:

Bolsista 1 - Ana Alice Carvalho
Bolsista 2 - Mariana Naomi Beppu

Projeto Integração ODS Brasil - Dando visibilidade e formando para a implementação das metas e indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - ODS, no Brasil.

quarta-feira, 8 de março de 2017

"O Lugar da Mulher na Cidade" - Com a palavra Daniela Sarmento, mestranda em Desenvolvimento Regional.

Daniela Sarmento

Uma pesquisa de campo, ainda no início do mestrado em Desenvolvimento Regional, revirou os olhos e as ideias da arquiteta e urbanista Daniela Sarmento, 41 anos. A visão de uma mulher levando um filho pela mão, outro no colo, equilibrando sacolas e impedida de se proteger da chuva enquanto seguia pela estrada de barro a fez pensar no lugar da mulher na cidade. Aquela desconhecida é para ela, até hoje, símbolo de que o espaço urbano não é amistoso, mesmo que elas não percebam. 

O choque que a visão causou se desdobrou na dissertação de Daniela, voltada para o urbanismo com perspectiva de gênero.

A ideia foi ouvir das próprias mulheres como elas veem a cidade onde vivem e quais as dificuldades que a falta de planejamento proporciona.
– Vivemos em função da produção, mas existem também as tarefas da reprodução, que é responsabilidade pelo alimento, educação, cuidado da família. São atividades que não estão ligadas à produção, e é aí que percebemos que a cidade está voltada apenas para isso. Quando se coloca a perspectiva da mulher estamos olhando um espectro muito maior de pessoas – explica.

Ela conta que o início não foi fácil porque as mulheres que participaram da pesquisa proposta tinham dificuldade de entender o debate, afinal o tema é amplo e a cidade – de certa forma – funciona para elas. Mas enquanto a conversa acontecia a arquiteta percebeu o quanto as mulheres conseguiam identificar as dificuldades que enfrentam no dia a dia: o ônibus que demora, o médico que falta, a calçada onde o carrinho de bebê não passa, a praça sem banheiro público que impede a socialização de idosos ou de mães e filhos. Perceber o quanto a estrutura falha nas necessidades de uma parcela tão significativa da população – 157.469 cidadãs em Blumenau, segundo o IBGE – despertou uma nova consciência de cidadania:

– No final das rodas de conversa foi quase unânime falar sobre a necessidade de participação das mulheres e problematizar por que isso não acontece, que tem uma ligação direta com a sobrecarga de responsabilidade da mulher com os papéis de produção, reprodução, cuidados da casa. Em que momento ela vai se dedicar à comunidade, à representação?

Daniela ressalta que o caminho é longo e as mulheres ainda tem importantes batalhas pela frente – acabar com a violência de gênero – mas, para ela, é importante que as discussões estejam acontecendo e que, de alguma forma, a mulher perceba sua importância na construção do futuro de uma cidade, de fato, evoluída



Veja a íntegra desta bela matéria no ESPECIAL DIA DA MULHER, publicado no Jornal de Santa Catarina de 08 de março de 2017. Neste especial, com outros depoimentos importantes, os textos são de Aline Camargo e Pamyle Brugnago, a Edição é de Cleisi Soares, a Fotografia é de Patrick Rodrigues e o Projeto Gráfico é de  Larissa Rafaella.


Basta ir direto no link: https://santa.atavist.com/especial-dia-da-mulher



Obs: A dissertação de Daniela Sarmento está sendo orientada pelo Prof. Dr. Leonardo Brandão.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Notícia do ANEXU sobre o Observatorio

Entre os projetos de Extensão da FURB, o Programa de Extensão Observatório do Desenvolvimento Regional destaca-se por estar vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR). O programa comporta três projetos: Diagnóstico de Blumenau (SIGAD) e Região, Projeto Integração ODM/ODS Brasil e o Programa de Educação Superior para o Desenvolvimento Regional (PROESDE).
O professor Nazareno Loffi Schmoeller é coordenador do projeto SIGAD que coleta dados nacionais em parceria com instituições que alimentam o Sistema de Informações Gerenciais e de Apoio a Decisão que também leva o nome do SIGAD. As informações reunidas são de diversas áreas, passando por questões geográficas, econômicas e sociais. A estudante do curso de Ciências Econômicas, Mônica Flissak é bolsista do SIGAD. Entre suas atividades está a coleta, tabulação e análise de dados. A acadêmica analisa a importância da atividade para a economia da região: “quem vai abrir uma empresa manda e-mail pra gente, pra ver se na área dele tem muita concorrência”.
Já o Projeto Integração ODM/ODS Brasil, coordenado pelo professor Sidney Silva, faz a divulgação das atividades do Programa Observatório do Desenvolvimento Regional através de peças publicitárias, publicações no blog e redes sociais.
O Projeto Programa de Educação Superior para o Desenvolvimento Regional (PROESDE) é um curso de educação tutorial singular no Brasil. Em parceria com a Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina forma "agentes de desenvolvimento regional" qualificados, desde suas formações de origem (graduação) a partir de uma temática transversal de relevância global. Qual seja, a Agenda Global de Desenvolvimento pós 2015,  sob responsabilidade do PNUD intitulada Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, ou simplesmente ODS. As aulas são ministradas por mestrandos e doutorandos e coordenadas por doutorandos do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional da FURB sob o acompanhamento dos professores líderes dos grupos de pesquisa do PPGDR e tutorial geral dos profs. Ivo Marcos Theis e Oklinger Mantovaneli Júnior..
fonte: https://www.facebook.com/anexufurb/?fref=ts